29/04/2024 14:26 |
Governo do Estado divulga pesquisa com preços das terras agricultáveis no Paraná
O Deral da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento publicou nesta segunda-feira um levantamento, feito em março, com os preços médios das terras agrícolas. Ele pode ser usado por proprietários como parâmetro para negociações, além de ser balizador para entidades, como o Incra. 

Essa pesquisa é feita pelo Deral desde 1998. O maior preço da classe A-I, considerada a melhor por ser plana, fértil, bem drenada e profunda, foi em Maringá, com 175.700 reais o hectare. Já o menor valor nesse mesmo grupo, na classe IV, que é de menor aptidão agrícola, mas ainda mecanizado, está em Adrianópolis, na Região Metropolitana de Curitiba, cujo hectare vale 20.500 reais. 

A média gira em torno de 41 mil a 96 mil reais para o hectare de soja. No ano passado, esse valor tinha alternado entre 60 mil a 103 mil. A atual classificação de terras no Estado é de 2017. O grupo A tem as classes que vão de I a IV, começando pelas áreas planas e férteis até mais acidentadas ou rasas, que restringem o uso na agricultura. Além disso, há o grupo B com as classes VI e VII, para uso em pastagens ou reflorestamento. 

Nesse caso, os valores levantados pelo Deral são em média de 41 mil reais o hectare para a classe VI e de 29 mil para a VII. O grupo C classe VIII congrega as terras impróprias para agricultura, pastagem ou reflorestamento. Normalmente elas servem apenas para abrigo e proteção de fauna e flora silvestre, ou como ambiente de recreação e para armazenamento de água. 

A média de preço está em 12 mil reais. Segundo o coordenador da Divisão de Conjuntura do Deral, Carlos Hugo Godinho, não é tanto o preço final conseguido pelo produtor em relação ao produto que pesa, mas o lucro que ele extraiu da propriedade.

Outro aspecto levado em consideração na composição dos preços é o potencial de cultivo. Nas áreas onde se faz a alternância do plantio de soja e trigo, as propriedades são menos valorizadas do que em regiões onde se consegue plantar até três safras de grãos consecutivas. 

Segundo Godinho, os preços das terras agricultáveis no Paraná tiveram redução média de 5% no levantamento feito em março deste ano comparativamente com o mesmo mês do ano passado................................. áudio.............................................



Fonte: Agência Estadual de Notícias
Foto: Roberto Dziura Jr/AEN
Carlos Hugo Godinho
OUTRAS NOTÍCIAS
Previsão do tempo (M. C. Rondon)
Hoje
16°C
29°C
Parcialmente Nublado
Amanhã
19°C
28°C
Parcialmente Nublado
21 / 06
16°C
28°C
Parcialmente Nublado
Cotações agrícolas
R$ 48,00
R$ 120,00
R$ 75,00
R$ 2,64
R$ 6,63
R$ 210,00
R$ 5,44

Sem negociau00e7u00e3o.